07/04/2014

REALEZA MANCHADA DE SANGUE

"Podemos começar fazendo uma pergunta obvia:
- O que pastores de ovelhas fazem?
Para uma pergunta óbvia, uma resposta óbvia:
- Cuidam de ovelhas!
Eles não esperam nenhuma grande emoção, apenas cuidam de suas ovelhas! Talvez para eles uma grande emoção seria o aparecimento de um leão, um lobo ou algo assim. Mas não é porque eles querem uma noite calma, que irão tê-la! Muitas vezes quando estamos sentados na “melhor época” de nossas vidas, acomodados em nossos mundos “perfeitos” o céu pega o controle de nossa mão e muda tudo a nossa volta.
Nosso primeiro sentimento em relação a isso? Medo. Em todo tipo de mudança o medo antecede a fé e a nossa tendência é apenas ENTRAR EM PÂNICO, e começamos a interpretar tudo isso como a ausência de Deus, começamos a admitir uma cegueira espiritual.
Em nossa sociedade, existe uma porcentagem de pessoas com deficiência visual ou algum tipo de problema nesse sentido e também existem pessoas com uma visão perfeita. Porém dizer que passamos a vida enxergando tudo, pode se tornar uma grande mentira. Posso passar mil anos enxergando o azul do céu, mas se não focarmos nele nunca realmente iremos ver o esplendor que existe na sua grandeza.
Assim podemos, nos perguntar! – Já vimos Jesus?
E a resposta é a mais convincente que podemos ter. – Eu já vi Jesus!
Colocarmo - nos como pessoas de boas ações, bom caráter e até mesmo religiosos, não nos dá a convicção de vê-lo. Estamos em uma vida, em que viver com as experiências dos outros é NORMAL. Se fulano diz, eu vi o esplendor da Glória de Deus, ou beltrano diz, ouvi a voz do Senhor Jesus, já é o suficiente para acreditarmos em uma experiência pessoal com Deus. Nós nos colocamos em um patamar onde a nobreza espiritual, se torna pobreza!
Deus aparece a quem se dispõe a ouvi-lo. É necessário FOCO! E uma coisa é certa, quem ver a glória do Senhor se torna COMPLETAMENTE DEPENDENTE dela.
Desculpas! Nossos dias são montados em cima de desculpas. Jesus enviou discípulos munidos apenas de “JOELHOS NO CHÃO”, eles não tinham grandes armas, apenas joelhos no chão. Um ato tão pequeno e que fazÊ-lo exige grande sacrifício. O “quase” é nossa rotina diária: - Quase li a bíblia ontem, mas estava cansado! | Quase orei, mas precisava dormir!
Com tudo isso, acaba gerando uma carência espiritual, que é refletida no físico. Talvez no emocional, no financeiro.. Mas como foi dito anteriormente, Jesus também foi completamente HOMEM! Ele talvez acordava cedo, com muito sono, para trabalhar, Ele precisava tomar banho para não ficar fedido, quem sabe até as “menininhas” não ficavam “a fim” d’Ele?
Parece tão desonroso mostra-lo assim, e preferimos enxerga-Lo apenas como Deus onisciente e onipotente e talvez, em nossa visão, o inalcançável Deus de toda Glória. Dessa forma é mais fácil não imitá-lo, mas Ele, a própria Glória, se fez carne para que pudéssemos ver que TAMBÉM SOMOS CAPAZES.
A vida com Deus, é uma caminhada contínua! São experiência PRÓPRIAS de um RELACIONAMENTO SAUDÁVEL E VERDADEIRO com Jesus. Não é impossível vive-la e não é por um “quase” que perderemos a chance de tê-la.
Nós podemos enxergar Jesus, nós podemos SER USADOS por Ele e assim nos tornaremos uma REALEZA MANCHADA DE SANGUE!"

Tayana Souza.


E-mail: entreprincipeseprincesas@hotmail.com

2 comentários:

  1. Passei e encontrei o seu blog, estive a ver e ler algumas coisas, não li muito, porque espero voltar mais algumas vezes, mas deu para ver a sua dedicação e sempre a prendemos ao ler blogs como o seu.
    Se me der a honra de visitar e ler algumas coisas no Peregrino e servo ficarei radiante, deixe um comentário, e se desejar fazer parte de meus amigos virtuais, esteja à vontade, irei retribuir.
    Mas por favor não se sinta coagido, siga apenas se desejar. Muita paz.
    António.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. ¯\_(ツ)_/¯ ©

    2017

    Viva 2016!

    Em 2016 houve fato fabuloso sim, apesar de Vanessa Grazziotin falar que não, dessa forma equivocada assim:

    “O ano de 2016 é, sem dúvida, daqueles que dificilmente será esquecido. Ficará marcado na história pelos acontecimentos negativos ocorridos no Brasil e no mundo. Esse é o sentimento das pessoas”, diz Grazziotin.

    Mas, por outro lado, nem que seja apenas 1 fato positivo houve sim! É claro! Mesmo que seja, somente e só, um ato notável, de êxito. Extraordinário. Onde a sociedade se mostrou. Divino. Que ficará na história para sempre, para o início de um horizonte progressista do Brasil, na vida cultural, na artística, na esfera política, e na econômica.

    Que jamais será esquecido tal nascer dos anos a partir de 2016, apontando para frente. Ano em orientação à alta-cultura. Acontecimento esse verdadeiramente um marco histórico prodigioso. Tal ação acorrida em 2016 ocasionou o triunfo sobre a incompetência. Incrementando sim o Brasil em direção a modernidade, a reformas e mudanças positivas e progressistas. Enfim: admirável.

    Qual foi, afinal, essa ação sui-generis?

    Tal fato luminoso foi o:

    — «Tchau querida!»*

    [ (*) a «Coração Valente©» do João Santana; criada, estimulada e consumida. Uma espécie de Danoninho© ‘vale por um bifinho’. ATENÇÃO: eu disse Jo-ã-o SAN-TA-NA].

    Eis aí um momento progressista, no ano de 2016. Sem PeTê. Sem baranguice. Sem política kitsch do Petismo.

    A volta de decoro ao Brasil.

    Feliz 2017 a todos.


    [P.S.: a todos do blog, que fiquem atentos à picaretagem em 2017 & que vossas mentes permaneçam rápidas perante ao ilusionismo do PT. Um sublime 2017!].

    ResponderExcluir